[Resenha] - Livro: Diário de Pilar na África

A Zahar publicou mais um Diário de Pilar! 
(Nós já resenhamos "Diário de Pilar em Machu Picchu" por aqui). 
 ~
Clique para ampliar.
O livro "Diário de Pilar na África", escrito por Flávia Lins e Silva e ilustrado por Joana Penna, traz mais uma história da aventureira Pilar.

Dessa vez, a garota e seu mais-que amigo Breno pulam na rede mágica e vão parar no continente africano, na época da escravidão. Lá, eles visitam países como a Nigéria e a República dos Camarões.

A dupla, assim que chega à África, conhece Fummi, uma bela princesinha iorubá. Eles são convidados pela família dela para uma grande festa e aprendem um pouco sobre a religião e os costumes daquele povo.

Fummi, princesa do povo iorubá e nova amiga de Pilar
Porém, algo terrível acontece. Os pais da princesa são levados por homens que escravizam outros homens. O trio, então, dá início a uma viagem de resgate, indo atrás dos navios negreiros.

Tentando consolar a nova amiga, Pilar permanece otimista e se esforça ao máximo para reunir aquela família. Na missão, os personagens contam com a ajuda de outras pessoas corajosas e, também, de um elefante. Ah, sem esquecer o Samba, o gatinho da Pilar.

O livro possui páginas que apresentam explicações didáticas sobre expressões, figuras históricas, países e animais.

Será que Fummi conseguirá reencontrar seu povo?

Diário de Pilar na África
Opinião: O livro faz parte de uma série. Pilar já viajou para diversos países em sua rede mágica. O modo com que a autora construiu essa personagem é encantador. Pilar é criativa, curiosa, inteligente e muito sensível. Em meio ao horror da escravidão, a história de "Diário de Pilar na África" possui elementos que valorizam o companheirismo, a coragem e a amizade.  Para muitas pessoas, ao ler "África", o que vem em mente é um grupo homogêneo. Na obra, a grandeza do continente e sua pluralidade ficam em evidência. Diversos países e grupos compõem aquela terra! Uma coisa que não gostei muito é que o ritmo do livro parece mudar bruscamente no final da história... Como se o desfecho viesse rápido demais, sabe? Mas gostei de todo o resto. As ilustrações são maravilhosas. Leitura recomendada, principalmente se acompanhada de uma conversa com as crianças sobre o que foi a escravidão e os reflexos que ela deixa em nossa sociedade.
~ ~
A obra é publicada pelo selo Pequena Zahar. No site da editora, existem mais informações sobre o livro. Navegue por algumas páginas:
Saiba mais:
[Resenha] - Livro: Diário de Pilar em Machu Picchu

Comente com o Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, sua opinião é muito importante. ;)