[Entrevista] - Anna Gallyack

Decidimos abrir uma sessão no blog para mostrar as preferências e os gostos literários de leitores do blog! A segunda entrevistada é a Anna Gallyack.

Anna Gallyack tem 20 anos e faz curso de Web Design e Design Gráfico. É apaixonada pelo Flamengo,  por chocolate e por pessoas. Trabalha e por isso tem pouco tempo livre, mas adora assistir a filmes e, como a maioria dos adolescentes, ficar na internet.







1. Qual o livro que despertou seu gosto pela leitura e quando foi isso?

Não lembro exatamente que livro (já faz muito tempo), mas na escola todos pegavam livros para ler. Entrei na onda e me apaixonei, lia mais de um livro por semana e assim foi. Depois da era "computador" continuei a ler, porém bem pouco, só alguns mais famosos. Há algum tempo, decidi que teria que voltar a ler com mais frequência (até então não tinha nenhum livro “pegável”, somente os em “pdf”). Retornei minhas leituras com o livro A Cabana e em cinco meses já li mais de 20 livros.

2. Qual seu personagem favorito do universo literário?

Christian Grey, de 50 tons de cinza.

3. Qual o livro com que mais se identifica e por quê?

Bilionários por acaso - a criação do Facebook. Não sei explicar exatamente o porquê. Sei que gosto muito da história, acho emocionante e inspiradora. O Facebook hoje deve ser a maior rede social já existente e isso tudo se deu por conta de um garoto orgulhoso, alguém que não queria deixar barato a "burrice" que fez, nem a maneira como o tratavam.

4. Um livro que foi adaptado para as telas e você gostou.   

The Vampire Diaries.


5. Qual seu estilo literário preferido?

Romance.

6. Qual o autor que mais admira?

Sidney Sheldon.

7. Quais livros leu em 2013?

50 tons de liberdade, Êxtase, Toda Sua, Profundamente Sua, Plano Perfeito, A criação do Facebook, Bem profundo, Manha-Tarde-Noite... Acho que esses.

8. Deixe uma citação, uma passagem de algum livro que seja especial para você.

“Por trás de toda grande fortuna, há um grande crime.” - Bilionários por acaso, a criação do Facebook.

E, agora, as fotos de seus livros:




Gostaria de agradecer à Anna pela entrevista. Confesso que é um gosto literário bem diferente do meu, mas mesmo assim curti as respostas dela. Deixo o convite aberto a quem quiser participar dessa sessão! (Basta enviar um e-mail para rdebiblioteca@yahoo.com.br com o assunto "Entrevista").

O que acharam?

[Resenha] - Livro: Capitães da Areia

Capitães da Areia é uma obra do grande Jorge Amado, Editora Record. Suas 231 páginas contam as aventuras, os roubos, os namoros e as tristezas dos meninos abandonados de Salvador.

O livro é dividido em três partes, sendo elas: "Sob a lua, num velho trapiche abandonado", "Noite da Grande Paz, da Grande Paz dos teus olhos" e "Canção da Bahia, Canção da Liberdade".

Na primeira parte, conhecemos o local onde os conhecidos e terríveis Capitães da Areia moram, um velho trapiche abandonado. Visto pela população como crianças maldosas que apenas roubam, descobrimos a verdadeira situação desse grupo. Com um líder, regras e respeito, os meninos formam um lar no trapiche.

Pedro Bala é o líder do grupo, com seus cabelos loiros, uma cicatriz e apenas 15 anos. Com seus companheiros de morada, cria engenhosos planos de roubo para sustentá-los. Professor, João Grande, Pirulito, Sem-Pernas, Gato, Boa-Vida e Volta Seca são os maiores companheiros de Pedro.

Na segunda parte, a vida de todos muda no trapiche quando Dora e seu irmão Zé Fuinha tornam-se membros dos Capitães de Areia. Pela primeira vez os meninos encaram uma figura feminina em sua morada. Dora foi como uma mãe para eles, uma fonte de carinho que nunca tiveram antes. Foi também irmã e amor, para alguns.

A vida de roubos, o amadurecimento fora de hora, a vida de adulto em corpos de crianças, as aulas de Capoeira com Querido-de-Deus, os encontros com a mãe-de-santo Don'Aninha, a tentativa de catequização e amizade do Padre José Pedro:  tudo isso nos é mostrado de forma direta e real por Jorge Amado.

Na terceira parte descobrimos o destino de cada um dos incríveis personagens e, acredite, nos emocionamos com todos eles. A vida sofrida dos meninos se reflete de forma diferente no caminho que eles decidem tomar.

Impossível ler esse livro e não se sensibilizar e amar cada personagem, cada detalhe. Indico essa obra prima de Jorge Amado para todos aqueles que, como eu, não resistem a um bom livro! /amando

Avaliação:

O cinema nacional fez um filme lindo sobre a história, vale a pena assistir. Confira abaixo o trailer:

Resenha - Livro: Guia do herói para vencer dragões mortais



 “Se você ainda não conhece Soluço, está perdendo uma das melhores criações da literatura para crianças.” Guardian

O livro "Guia do herói para vencer dragões mortais" é o sexto volume da série "Como treinar seu dragão". Com 256 páginas e editado pela Editora Intrínseca, narra aventuras de Soluço Spantosicus Strondus III em seu décimo segundo aniversário.

Soluço se vê envolvido em uma confusão enorme. Seu dragão, Banguela, devorou o exemplar que pertencia a Stoico, o Imenso (pai de Soluço) do único livro permitido na tribo do Hooligans Cabeludos. Pensando que assim evitariam maiores problemas, Camicazi (membro da tribo Ladras do Pântano) e Perna de Peixe decidem acompanhá-lo na missão de roubar a segunda edição que estava guardada na Biblioteca (local proibido, protegido pelo terrível Bibliotecário Cabelo Assustado).


Cressida Cowell escreve e ilustra essa obra de uma maneira encantadora, que conduz o leitor a risos e tensão, abordando a importância da leitura de uma forma divertidíssima.

Opinião: Há tempos não lia um livro da série, já estava com saudades. Passando pela livraria Leitura, peguei um exemplar com a intenção de dar uma folheada e observar os desenhos. E não é que li as 256 páginas ali mesmo? Precisava disso, da leveza e da inocência de Soluço, para relaxar e mandar para longe o cansaço. Super recomendado! 


Avaliação:

[Promoção] - "Quero ser personagem do novo livro do Maurício Gomyde"




O Maurício é parceiro do nosso blog desde o lançamento de seu primeiro livro, "O mundo de vidro". Quando estava escrevendo o segundo, "Ainda não te disse nada", ele realizou um sorteio que escolheu alguém que seria personagem da história. E não é que eu ganhei? A protagonista tem uma melhor amiga chamada Thaís, com características inspiradas em mim. Quanto ao terceiro, "O rosto que precede o sonho", fez com que eu chorasse muito, encantando-me tanto quanto os outros dois.

Hoje estou aqui para anunciar a promoção que ele está fazendo para a divulgação do seu novo livro. Trata-se de um sorteio, assim como o que participei certa vez, que fará da pessoa sorteada personagem da narrativa! Para participar, você precisa:

  1. Comentar neste post dizendo "Eu quero ser personagem do novo livro do Maurício Gomyde";
  1. Curtir a fan page do autor: http://www.facebook.com/mauriciogomydeEscritor;
  1. Preencher o formulário disponível em: http://www.mauriciogomyde.com/p/eu-quero-ser-personagem-do-novo-livro.html até o dia 26/05.

Além de ter seu nome na história, estará concorrendo também a 1 (um) Kindle e a oito exemplares do livro "Ainda não te disse nada", com marcadores autografados. /sorriso

[Sorteio] - Livro: A Travessia




Olá! Vim trazer o sorteio do livro "A Travessia", de Camila Torrano, da Editora Escrita Fina, para vocês! Para participar, basta seguir as instruções do formulário abaixo. /sorriso Clique aqui para ler a resenha dele. Boa sorte!

a Rafflecopter giveaway

[Resenha] - Livro: A Travessia


Camila TorranoO livro "A Travessia", de Camila Torrano, Editora Escrita Fina, conta a história de um casal irlandês que, para fugir da Grande Fome, decide  viajar a bordo de um coffin ship (navio velho, sem segurança, com pouca comida e água). A viagem, além dos perigos que já esperavam, guarda ainda segredos assustadores.

Feito em forma de história em quadrinhos, o livro é uma verdadeira obra de arte. A temática de terror aliada aos desenhos e detalhes caprichosamente feitos fizeram deste um exemplar a ser guardado com carinho na estante.

Comentário: Gostei bastante. leitura rápida e a associação com as ilustrações (que não é comum para mim) tornou tudo mais interessante. Camila caprichou na construção e a Escrita Fina arrasou na edição. É um livro lindo mesmo. O material das folhas e da capa (com alto relevo no título) me deu vontade de não soltá-lo após a leitura. Mesmo tendo gostado do texto, creio que o destaque está nas imagens.  

Avaliação:


Estou sem câmera aqui em BH, então ficarei devendo fotos das páginas (lindas!!) para vocês. Assim que tiver oportunidade eu mostro. Até mais!