[Resenha] - Livro: Paraísos artificiais


O livro "Paraísos artificiais", escrito por Paulo Henriques Britto, reúne contos do autor em 128 páginas. As histórias vão desde a simples visita de um parente em "O primo", até uma história mais longa e curiosa em "Sonetos Negros". A desenvoltura do autor é inegável e ele possui o dom de atrair a atenção do leitor de maneira surpreendente. 

Opinião: E é aí, na forte atração, que não me dei bem com o livro. Ele te puxa, te prende, te dá vontade de chegar ao desfecho e... não há! Os contos tem finais abertos e isso não me agradou (sou chata, eu sei). Se você gosta de um suspense louco que não te dá respostas, recomendo a leitura. Caso contrário... melhor procurar outro livro. 

Avaliação:  


Até mais! :)