[Resenha] - Livro: Caim, José Saramago

Caim, José Saramago
Caim, José Saramago
O livro "Caim", escrito por José Saramago, é uma releitura bem humorada das histórias do Antigo Testamento. Tomando Caim, filho de Adão e Eva, como protagonista, a narrativa descreve "aventuras" do anti-herói bíblico responsável pela morte de seu bondoso irmão, Abel.

Caim tem a testa marcada depois de assassinar o pastor de ovelhas - que na história de Saramago não é nenhum santinho. O sinal de Deus no rosto de Caim é o atestado de que ele fez algo errado e imperdoável.

Caim foge e chega a uma cidade misteriosamente populosa (não eram eles os primeiros habitantes da Terra?). Lá, adota o nome de Abel e começa uma nova vida como amassador de barro.

Ele chama a atenção da casada (e rica) Lilith e se torna o amante dela. Mas, cansado de tanto conforto, decide andar pelo mundo. A falta de contentamento parece ser um castigo divino. Errante, sobre um burrinho, Caim começa a viajar por diferentes tempos e lugares.

Ele presencia cenas marcantes do Antigo Testamento, como a quase-morte do filho de Abraão; a extinção por fogo das cidades de Sodoma e Gomorra; a construção da Arca de Noé; e a adoração à estátua de ouro no deserto durante o êxodo. O narrador parece estar inconformado com a maldade do Deus bíblico e não poupa ironias para evidenciar essas críticas.

“A história dos homens é a história dos seus desentendimentos com deus, nem ele nos entende a nós, nem nós o entendemos a ele”

José Saramago
José Saramago
Opinião: Ganhei este livro em um amigo oculto e comecei a leitura no mesmo dia. Não sei se já mencionei aqui no blog, mas estou com o projeto de ler a Bíblia toda. Pretendo terminá-la ainda em 2018. Além de ler a versão física, conto com o aplicativo Bible. Ao ler o livro "Caim", notei que algumas alfinetadas do autor condizem com o que pensei lendo livros como "Gênesis", "Êxodo", "Rute", "Josué" e "Levítico". O Deus do Antigo Testamento muitas vezes aparece como um ser malvado, sem misericórdia e injusto. Saramago brinca com isso, começando pela escolha de Caim - historicamente um vilão - como protagonista. A pontuação da obra segue a característica do estilo do autor: confusa, dispersa e escassa. Por conta disso, a narração onisciente tem um ritmo único e envolvente. 
Avaliação: 

É bem fácil encontrar este livro em bibliotecas e livrarias. Ele também está à venda em sites como o Submarino (veja cupons aqui). Aproveite para comprar este e outros livros com desconto usando os cupons do Cupom Válido. ;) 

Leia também:

Comente com o Facebook

2 comentários:

  1. Olá Thais!!!
    Eu conheço algumas histórias da Bíblia mas pelo que ouço delas, pois lê-la mesmo isso eu não faço :\
    Achei interessante a proposta do livro e assim que vi o nome me questionei se realmente era meio que uma releitura da história de Caim e Abel, e de certa forma é o que pensei.
    Adorei que Saramago faz uma certa ironia e como muitas pessoas chegam a comentar não podemos dizer se tudo na Bíblia é correto já que ela foi escrita pelos homens e vem se alterando durante o tempo e suas traduções.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Bom te ver por aqui :)

      Pois é, a ironia de Saramago é o ponto forte da obra.

      Beijo

      Excluir

Obrigada pela visita, sua opinião é muito importante. ;)