[Resenha] - Filme: La La Land


De vez em quando a gente precisa de um empurrãozinho para voltar a sonhar. Quando entrei no cinema na última sexta-feira, não pensei que sairia de lá tão tocada.

O musical "La La Land - Cantando estações" (2016) tem os atores Emma Stone (Mia) e Ryan Gosling (Sebastian) nos papéis principais. Na história, ambos estão em busca do sucesso. A trilha sonora maravilhosa é assinada por Justin Hurwitz.

Mia é uma atriz que abandonou o curso de direito para tentar a sorte em Los Angeles. Trabalha como garçonete e faz testes atrás de testes. As respostas, no entanto, nunca são boas.

Sebastian é um pianista apaixonado por jazz que vê com tristeza o ritmo sendo esquecido na cidade. Seus empregos (temporários) não lhe dão a liberdade de tocar o que realmente gosta. Talentoso, sonha em abrir seu próprio clube de Jazz.

O longa dirigido por Damien Chazelle foi o grande campeão da 74ª edição do Globo de Ouro, realizado em 2017, vencendo em sete categorias.

Já para o Oscar, cuja cerimônia será realizada no dia 26 de fevereiro, o filme recebeu 14 indicações. "La La Land" concorre às estatuetas de melhor filme; direção; roteiro original; atriz (Emma Stone); ator (Ryan Gosling); trilha sonora; canção original, com "Audition (The fools who dream)" e "City of stars"; fotografia; mixagem de som; edição de som; direção de arte; figurino e edição.

Mas vamos à lágrimas que me levaram a escrever este post! "La la land" tocou o meu coração de um jeito que me deixou assustada. Saí do cinema chorando e chorei durante todo o caminho para casa. E não foi (só) porque fiquei abalada com o desenrolar da vida das personagens, mas porque a tela parecia estar me lembrando de tudo o que acabei abandonando nos últimos anos.

Eu sou movida a sonhos e estive presa ao mesmo lugar por muito tempo, justamente por ter deixado de cultivá-los. A trilha sonora, as cores (muito amarelo, azul e vermelho!), o figurino e os diálogos reviraram minha mente e trouxeram à tona o que há de mais puro em mim: minha sensibilidade. Se você é pelo menos um pouquinho sonhador, recomendo este filme. Espero que a sua experiência seja tão intensa quanto foi a minha.


Avaliação: 

Comente com o Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, sua opinião é muito importante. ;)