[Entrevista] - Rick Bastos


Boa noite, leitores!
Leia no G1: “Escritor com síndrome rara conhece o mundo através dos pais e de livros”
O entrevistado de hoje é o escritor Rick Bastos, autor de “As nuvens”. Em agosto do ano passado, fiz uma matéria sobre a vida dele para o G1 e nós acabamos nos tornando amigos. Ricardo tem uma síndrome muito rara (Langer-Giedion) e, há quase vinte anos, não sai da cama. Ele conhece o mundo através da literatura, de filmes e dos pais.

Fiquei muito contente quando ele aceitou o convite de participar do "Entre ratos" do blog! Espero que gostem da entrevista!

Qual o livro despertou seu gosto pela leitura e quando foi isso?
Na escola que eu cursei o ensino médio, os professores de português mandavam os alunos lerem os livros e fazerem um resumo das histórias. Tínhamos pouco tempo para entregar esse trabalho. Alguns autores eram bem conhecidos na época, como Orígenes Lessa e Pedro Bloch. Para mim foi uma vivência muito boa. Aprendi que ler era um alimento importante para a alma.

http://lauraconrado.com.br/
Acho que um livro deve ser lido sem regras. Tem um sabor especial quando o leitor é livre para ler com mais tempo, e não de um jeito apressado. O livro que despertou o meu gosto pela leitura foi “Freud, me tira dessa!”, da minha queridíssima amiga Laura Conrado. Tem uns quatro anos que isso aconteceu. Lembro que havia um concurso promovido pelo programa de TV, “Brasil das Gerais”, no qual os participantes tinham que contar sobre o livro que mais marcou a sua vida! E eu fui escolhido em primeiro lugar e ganhei dez livros muito interessantes. Vibrei muito quando saiu o resultado!

Qual seu personagem favorito do universo literário?
Emília, personagem criada por Monteiro Lobato.

Qual o livro com que mais se identifica e por quê?
“Uma vida sem limites”, de Nick Vujicic. O livro é todo inspirador. Conta a história da vida de um homem que nasceu sem braços e pernas. Ele consegue superar a sua deficiência com uma força de vontade impressionante.

A mensagem de esperança que ele passa para outras pessoas... não tem como não se orgulhar e admirá-lo. O ser humano independente dos limites que a vida transpõe é capaz de erguer os obstáculos e de manter a fé diante de suas dificuldades.

Um livro que foi adaptado para o cinema e você gostou.
“E Se Fosse Verdade”, de Marc Levy.

Um livro que foi adaptado para o cinema e você detestou.
“Marley & Eu”, de John Grogan.

Qual seu estilo literário preferido? É o mesmo que você escreve (poesia)?
Prefiro romances de época e chick-lit. Na verdade, são os gêneros que mais me chamam atenção quando vou escolher um livro para ler. Gosto de escrever poesias, mas não seria este o meu estilo literário. Se eu pudesse, escreveria um romance com uma boa pitada de humor. Acho que daria conta do recado (risos).

Quais são os autores que você admira?
Os autores que eu mais admiro na atualidade são Samanta Holtz, Lu Piras, Laura Conrado, Marina Carvalho, Iris Figueiredo e Maurício Gomyde. Gosto também das poesias e crônicas de Carlos Drummond de Andrade, Cecília Meirelles, Mario Quintana e Clarice Lispector. Já os mais renomados que me inspiram espiritualmente são Max Lucado e Augusto Cury, por serem ótimas companhias para a mente, o corpo e a alma.

Quantos livros leu no ano passado? Qual o melhor?
Mais ou menos 30 livros. “Perdida”, de Carina Rissi.

Quais são suas bandas preferidas?
Legião Urbana, Roupa Nova e Beatles.

E os melhores filmes?
"De Volta Para o Futuro", "À Procura da Felicidade", "Intocáveis", "Velozes e Furiosos" e "007"(todos).

Você vê alguma série de TV?
Sim. Algumas com o enredo humorístico, outras mais focadas em relacionamentos familiares, como é o caso de "Full House". Às vezes, assisto "Friends", que é uma série capaz de arrancar risadas mesmo quando as coisas do cotidiano estão entediadas demais. Mas o que eu adoro ver é aquela série "Um Maluco no Pedaço", com o Will Smith. Vale a pena rever sempre que possível!

Deixe uma citação, uma passagem de algum livro que seja especial para você.
Eu poderia deixar aqui várias citações ou passagens de uma porção de livros que eu gostei muito e que foram especiais para mim. Foi uma escolha muito difícil, mas vamos lá! O livro "Renascer de um Outono", da Samanta Holtz tem uma passagem encantadora, que por acaso, acrescenta uma conexão entre minha vida e os limites que ela percalça. Eis aqui!
“Chega um momento na vida em que você quase para de viver, acorrentando-se em pensamentos. É uma espécie de saudade súbita que acomete sem aviso, trazendo uma falta profunda dos momentos vividos no passado e a impressão de que não os aproveitamos bem o suficiente”.
Você pode saber mais sobre a história e a poesia do Rick nos links abaixo:

♥ As nuvens
♥ Rick Bastos - Escritor e poeta
♥ LGS Community

Comente com o Facebook

2 comentários:

  1. Parabéns pela entrevista, Thais! Gostei muito de saber mais um pouco sobre o Rick!

    ResponderExcluir
  2. Ahhhhh, Rick, que entrevista linda! Amei todas as respostas, e me senti lisonjeada ao ver meu nome entre seus autores favoritos e na citação de Renascer de um Outono!!!
    Você é um leitor e amigo muito querido!! Obrigada por todo esse carinho! E parabéns por sua jornada de superação e de tantos ensinamentos a nós todos :)

    Com amor,
    Samanta

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, sua opinião é muito importante. ;)