[Resenha] - Livro: Quem é Você, Alasca?

Quem é Você, Alasca?
John Green
Editora Intrínseca 

Miles Halter, cujo passatempo é decorar últimas palavras, decide seguir as de François Rabelais: "Vou em busca de um Grande Talvez". Miles procura seu Grande Talvez indo para um internato no Alabama, a Escola Culver Creek. Troca sua vida pacata, com pouquíssimos amigos (apenas duas pessoas aparecem em sua festa de despedida) por uma completamente diferente, cheia de novas experiências.

No internato Miles, conhece seu colega de quarto, Chip Martin, conhecido por todos como "Coronel" - e ganha seu próprio apelido, "Bujão". Além dele, Bujão conhece Alasca, Takumi e Lara, seus novos amigos. Alasca é linda, enigmática, aventureira... e comprometida. Obviamente, Bujão instantaneamente se encanta por ela. Juntos, os amigos passam seus dias na escola, estudando, fumando, bebendo e preparando pegadinhas.

No entanto, por ser um livro de John Green (), o livro não trata apenas da vida desregrada dos adolescentes. John aborda o psicológico de cada um deles, criando personagens reais e inesquecíveis. O livro é divido em "antes" e "depois", de forma que você sabe desde o início que algo importante irá acontecer.


A curiosidade para saber qual é esse marco divisório, além do ritmo de escrita delicioso de John, faz com que a leitura prenda o leitor e seja muito rápida. Quando o "algo" chega, não dá para parar de ler: você vai querer respostas!

Como todos os livros de John, Quem é Você, Alasca? pode te fazer rir e chorar. O certo é que
alguma lição você irá tirar dele. A história do livro é linda e profunda. Ah, e ou você irá se apaixonar perdidamente pela Alasca ou irá odiá-la (eu amei!).

Se tiver a oportunidade, não deixe de ler o livro! Aposto que você irá gostar tanto quanto eu ♥

Obs: Nas versões anteriores de Quem é Você, Alasca?  Miles era o "Gordo", não o "Bujão". Algumas pessoas, que já haviam lido as outras versões, ficaram bem incomodadas com a mudança. Como li pela primeira vez com o novo apelido, não fez diferença para mim. O importante é que a história continuou a mesma! :) E você, o que achou da mudança?

Comente com o Facebook

3 comentários:

  1. Oi Amanda!
    Uau, que estranho Bujão hahaha Acostumei com Gordo. Estranho, né, a editora mudar o apelido... nunca vi isso rsrs
    Gostei muito da resenha. Pra mim foi bem complicado resenhá-lo, porque também gostei demais! Aquele Antes e Depois, no começo não me importei, mas depois aquilo estava me matando de curiosidade rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Um dos meus livros/autores favoritos <3
    Realmente a mudança foi estranha, mas como você diz, é a história que importa e que história hein?!
    Esse é o primeiro livro que resenhei hahaha (acho que quero ler de novo)
    Adorei as fotos :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Genteeee, esse livro é perfeito.
    Ameii muitooo *---* <3

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, sua opinião é muito importante. ;)