[Resenha] - Livro: Beijos Roubados

O livro "Beijos Roubados", escrito por Nora Roberts, Editora Harlequim, conta, em 418 páginas, duas histórias de amor. Uma promessa quebrada e Um amor em construção têm em comum o fato de os protagonistas serem arquitetos. 
"Uma promessa quebrada" 

A escritora Jackie foi enganada. Alugou de seu primo uma casa maravilhosa, mas depois de algum tempo teve a surpresa: a casa possuía um outro dono, que chegou de viagem e queria que ela saísse de lá imediatamente. Este dono era Nathan, um frio arquiteto que quase ficou louco com o comportamento descontrolado e expansivo de Jackie. Ele permitiu que ela ficasse por lá por algumas semanas, em troca, como ela sugeriu, cozinharia para ele. A convivência fez com que os dois se aproximassem, mas as diferenças entre eles eram enormes e dificultavam muito o romance que Jackie estava decidida a viver.

"Um amor em construção"

Cody, sócio e amigo de Nathan, foi trabalhar em um projeto no deserto. Ele só não contava que, ao chegar lá, teria como parceira de trabalho a engenheira mais cabeça-dura, reclamona e brava que existia no mundo. E, além de tudo, era linda. Os dois não se suportavam e discutiam o tempo todo, até perceberem que a atração era inegável e seria difícil lutar contra ela. Pela primeira vez encontraram pessoas capazes de mudar seus conceitos, deixando que um ocupasse na vida do outro o primeiro lugar - antes ocupado, em ambos os casos, pelo trabalho.
Opinião: Frisei na introdução que os dois homens são arquitetos porque a autora repete isso o tempo todo! Não sei como ela conseguiu pensar em tantas metáforas e comparações entre vida amorosa e arquitetura! Uma curiosidade bacana é que Jackie, em "Uma promessa quebrada", escreve um romance chamado "Fora da Lei". Esse romance histórico, também de Nora Roberts, foi publicado pela Harlequim.

De início, não estava presa à leitura. A partir da segunda história, no entanto, comecei a gostar. Acho que a simpatia foi maior com Cody e Abra, os diálogos entre os dois eram mais intensos e divertidos. O final de “Um amor em construção” foi bem bacana e acabei me emocionando. Este foi o primeiro livro de Nora Roberts que li e ainda não consegui formar uma opinião a respeito dela, se gosto ou não. A única coisa que tenho certeza é de que sentirei falta de Cody e Abra.

Comente com o Facebook

Um comentário:

  1. Adorei a resenha, Thaís! Estava a procura desse tipo de leitura e pareceu ser bem legal.
    Você tem algum livro pra me indicar que role friendzone? haha É sério, tô louca pra ler, mas nunca acho um legal. Haha. Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, sua opinião é muito importante. ;)