[Resenha] - Livro: Qualquer chão leva ao céu

O livro "Qualquer chão leva ao céu", escrito pela aficcionada por cultura cigana, Cristina da Costa Pereira, conta a história de um menino chamado Jorge que decide viver na rua para que as despesas do lar diminuíssem imaginando que com isso a mãe conseguiria dar mais conforto aos seus irmãos.

Tendo as estrelas como teto e a fé em algo desconhecido, o garoto foi ganhando a simpatia das pessoas por não se envolver com o crime e apenas seguir os dias buscando uma maneira de... continuar vivo. Enquanto sua família sofria a dor de sua partida, ele conseguia se virar. Encontrou, inclusive, um lugar "estável" para ficar, onde pessoas boas lhe ofereciam até mesmo pequenos "bicos" que permitiam que ele tivesse algum dinheiro.

E um dia, pelo destino, acaso ou qualquer outro nome que queiram dar à sorte, ele encontrou Euclides. Um cigano. E as crianças não costumam ouvir boas coisas sobre eles não é mesmo? Só que, ao invés de sentir medo, Jorge sentiu curiosidade.

Euclides carregava, além de seus tecidos coloridos e inúmeros anéis, um passado triste e doloroso. Havia perdido mulher e filho (com quase a mesma idade de Jorge) em um acidente cuja culpa era dele e de seu vício alcoólico. O carinho pelo menino de rua foi instantâneo e ele o convidou para ser seu ajudante nas vendas. Querendo aprender novo ofício e buscando segurança, a aventura foi aceita.

Em meio aos ciganos, Jorge descobriu uma parte da história e dos costumes desse povo, acabando, assim, com a imagem equivocada que possuía graças a lendas passadas a ele por um tio certa vez. Eles vivem de uma forma diferente, mas aceitar as diferenças é fato primordial na execução da paz.

Quando a família do menino finalmente tem notícias dele, Euclides já o considera um filho e deseja não devolvê-lo. E então as coisas ficam um pouco complicadas.

Opinião: Leitura super recomendada! Como vem escrito na capa, trata-se de "Um convite ao respeito à diferença entre os povos". Numa linguagem acessível e com diversas notas de rodapé, conta uma emocionante história que acabou com o preconceito que eu, confesso, tinha com a maneira de os ciganos viverem. Encantador!  

Avaliação: 


Lembrando que o livro é da Editora Escrita Fina, nossa parceira.

Comente com o Facebook

4 comentários:

  1. Oi Thaís!
    Ainda não tinha visto nada sobre esse livro, ou melhor, nem sabia da existência dele. :S Mas, sua resenha me deixou interessada em lê-lo!
    Irei tentar conferir depois!

    Beijos
    Ann G. anngominho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito to titulo deste livro, e estou bem curioso sobre como é leitura dele.

    Abraços,
    http://contandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. oi,
    Nunca tinha ouvido falar desse livro, gostei.
    adoro descobrir livros q eu não conhecia

    http://lostgirlygirl.blogspot.com.br/

    @lostgirlygirl

    bjos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, sua opinião é muito importante. ;)